Exame Toxicológico do Detran

 

Conhecida como Lei do Caminhoneiro, a Lei 13.103, torna o exame toxicológico de larga janela de detecção obrigatório para motoristas de carga ou passageiro, para emissão ou renovação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) nas categorias C, D e E.

Nós, do Mello Laboratório, resolvemos reunir nesse artigo algumas informações importantes para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto.

COMO FUNCIONA O TOXICOLÓGICO DO DETRAN

Toda emissão ou renovação de CNH é tarefa de responsabilidade do DETRAN. Dessa forma, a instituição credenciou laboratórios para realização do exame. O motorista deve escolher um laboratório como o Mello, por exempo, que é credenciado junto ao DENATRAN.

Após escolher o laboratório, o motorista deve ir ao posto de coleta mais próximo e de sua preferência. Atualmente são mais de 5000 pontos de coleta espalhados por todo país.

O teste toxicológico não exige nenhuma preparação. Durante a exame serão coletadas amostras de cabelo ou pelos corporais. A utilização de shampoo e outros cosméticos não aparecem no laudo do exame.

EXAME TOXICOLÓGICO DETRAN – NEGATIVO

Se o resultado do exame for negativo o laudo será enviado ao sistema do RENACH, liberando o DENATRAN. Aí você conseguirá dar continuidade aos procedimentos junto ao DETRAN de sua cidade.

EXAME TOXICOLÓGICO DETRAN – POSITIVO

Em caso de resultado positivo, o motorista perderá o direito de dirigir por um período de três meses. Após esse período, novos testes deverão ser realizados até que o resultado do exame toxicológico para o DETRAN dê negativo.

 

Para agendar seu exame pelo Mello é muito fácil. Basta entrar em contato com nossa Central de Atendimento pelo (11) 5014-2199

Compartilhe Esta Notícia