Dia Internacional Da Mulher: Conheça As Doenças Que Mais Acometem As Mulheres

Comemorado no dia 8 de março, o Dia Internacional da Mulher reacende a discussão sobre a importância dos cuidados com a saúde da mulher, sem deixar de lado as demais batalhas enfrentadas pelo sexo feminino, como a igualdade entre gêneros. No Brasil, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mais da metade da população é do sexo feminino, por isso, é importante estar atento às doenças que mais atingem as mulheres.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é o tipo da doença que mais afeta mulheres no país. Para prevenir, é importante consultar o médico e fazer exames regularmente. O autoexame, tocando os seios, durante o banho, também é uma forma de identificar este mal precocemente e iniciar o tratamento com mais chances de cura.

Fique atenta e realize seus exames regularmente. Conheça as nossas unidades!

Outros problemas que acometem as mulheres com frequência são as doenças cardiovasculares, como o enfarte. As causas destas enfermidades são diversas como vida sedentária, obesidade, tabagismo e estresse. Um estilo de vida mais saudável como prática de exercícios e atenção com a alimentação são formas de cuidar da saúde cardiovascular.

As enfermidades infecciosas também são comuns no sexo feminino. Estima-se que entre 50 e 80% das mulheres sexualmente ativas serão infectadas por algum tipo do vírus papilomavirus humanos (HPV). Ao todo, são mais de 100 tipos de HPV. Sexualmente transmitida, a doença é um fator de risco para o desenvolvimento do câncer do colo do útero. Os sintomas principais são infecções na vulva, colo uterino, vagina e períneo. O exame popularmente conhecido como Papanicolau é uma das formas de detectar a doença, já para a prevenção é indispensável a utilização de preservativos durante as atividades sexuais.

Saiba mais: o Mello realiza o exame Papanicolau. Clique aqui e agende seu exame na unidade mais próxima de você.

Em qualquer das situações acima, o diagnóstico precoce colabora com um tratamento mais eficaz e, no caso de câncer, aumenta significativamente as chances de cura. Por isso, não deixe de consultar seu médico de confiança rotineiramente.

Compartilhe Esta Notícia